PROGRAMAÇÃO

08/06/2017 – Quinta-feira

8 – 17h  – Credenciamento e entrega do material.

8 – 17h – Minicursos (EXCETO FOTOGRAFIA).

18h   – Mesa de abertura. PalestranteMsc. Thais Volpi (SIMBIOMA), Dr. Arlindo Serpa Filho (SAMBIO), Hélio Boudet de Queiroz Fernandes (INMA).

18h30 min   – Espécie símbolo: Alouatta guariba e a febre amarela. PalestranteDr. Sergio Lucena Mendes (UFES).

19h   – Tema da Palestra Magna: Lacunas de conhecimento em um bioma megadiverso e ameaçado. Palestrante: Dra. Marinez Ferreira de Siqueira (JBRJ).

09/06/2017 – Sexta-feira

7h30min   –   Credenciamento e entrega do material.

8h   –  Início das Atividades – Dia 2

–  Tema da Palestra: Amostragem biológica, inventários e alfa-taxonomia: quais seus efeitos para a conservação da biodiversidade? Quais os novos desafios?  Palestrante: Dra.  Valquíria Ferreira Dutra (UFES).

–     Apresentação Oral 1

–  Apresentação de painéis.

–    Apresentação Oral 2

Tema da Palestra: Importância da biodiversidade para a saúde humana: uma perspectiva ecológica.  Palestrante: Dra. Marcia Chame (FIOCRUZ).

–  Almoço (1 hora de intervalo).

–   Tema da Mesa-redonda: Difusão do conhecimento científico e tecnológico no Brasil: a formação de cidadãos engajados. Moderador: Dr. Arlindo Serpa Filho (INMA).

– Conhecimento científico: como inserir a população     neste universo?  Palestrante: Dra. Maria Isabel Pinto Ferreira Landim (MUZUSP).

– Popularização da Ciência: uma ferramenta para a conservação da biodiversidade. Palestrante: MSc. Cintia Corsini (INMA).

– Difusão e divulgação científica: qual seu papel e quais seus efeitos para a sociedade? Palestrante: Dra. Cristina Araripe (FIOCRUZ).

–  Apresentação Oral 3

– Apresentação de painéis.

–    Tema da Palestra: Conhecimento das comunidades tradicionais e sua contribuição para o conhecimento científico.  Palestrante: Dr. Eraldo Medeiros Costa Neto (UEFS).

–    Tema da Palestra: A Mata Atlântica e as Ecorregiões.  Palestrante: Dra. Luisa Maria Sarmento Soares (INMA).

10/06/2017 – Sábado

 

8h   –  Início das Atividades – Dia 3

–   Tema da Palestra: Análise temporal da vegetação na bacia do Rio Doce de 2001 a 2016. Palestrante: Msc. Mileidi Holanda Formigoni ( UFES)


–    Apresentação Oral 4

–    Apresentação de painéis.

–  Tema da Palestra: Ambientes vulneráveis do estado do Espírito Santo, os desafios e importância destes ambientes para o ecossistema capixaba. Palestrante: MSc. José Nilton da Silva (INMA).

–  Almoço (1 hora de intervalo).

–   Tema da Mesa-redonda: Biolacunas do conhecimento. Moderador: Dr. Thiago Silva Soares (INMA).

– Ambiente aquático. Palestrante: Dr. Frederico Falcão Salles (CEUNES/UFES).

– Lacunas no conhecimento de vertebrados da Mata Atlântica. Palestrante: Dr. Thiago Silva Soares (INMA).

– Lacunas no conhecimento para a flora capixaba. Palestrante: Dr. Claudio Nicoletti de Fraga (INMA).

–  Apresentação de painéis.

–  Apresentação Oral 5

Tema da Palestra:    Epidemiologia e Entomologia da Febre Amarela Silvestre no Espírito Santo. Palestrante: Dr. Aloísio Falqueto (UFES).

–   Tema da Palestra de encerramento: Como os institutos de pesquisa contribuem no preenchimento de lacunas do conhecimento da Mata Atlântica? Palestrante: Dr. Fabio Rubio Scarano.


11/06/2017 – Domingo

8 – 17h – Minicurso de FOTOGRAFIA.

SIMBIOMA – Simpósio sobre a Biodiversidade da Mata Atlântica