Mais quatro unidades de pesquisa são incorporadas ao MCTI

logo-mcti

06/02/2014 – 19:56
Quatro novos centros de pesquisa passam a integrar a estrutura do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). A criação do Instituto Nacional de Águas (INA), do Instituto Nacional de Pesquisa do Pantanal e do Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene) foi sancionada pela presidenta da República, Dilma Rousseff, nesta quinta-feira (6). A lei que cria os três centros também transfere para o MCTI o Museu de Biologia Professor Mello Leitão, que passa a se chamar Instituto Nacional da Mata Atlântica.
A nova lei (12.954) resulta de projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional no ano passado. Com a sanção, o decreto de regulamentação deverá ser publicado nos próximos 30 dias. “Paralelamente [ao decreto], vamos discutir como fazer a progressiva implementação dos institutos com a ajuda da ANA [Agência Nacional de Águas], da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária [Embrapa] e outras”, afirmou o subsecretário de Coordenação das Unidades de Pesquisa do ministério, Arquimedes Ciloni.

Ele explica que o instituto atuará como parceiro da ANA, que atua na gestão das águas. “O INA vai cuidar das pesquisas e gestão da ciência e tecnologia no ambiente voltado para o bioma de águas continentais”, conta. A intenção é implementar ações inovadoras na área de meio ambiente, tendo como foco a preservação e a geração de conhecimento e de novas tecnologias na utilização racional dos recursos hídricos.

A previsão é que sejam instaladas unidades do instituto nas bacias do Paraná e do São Francisco e na região amazônica.

Pantanal e Nordeste

A partir de agora o Cetene, que funciona como uma coordenação regional do Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTI), será desmembrado e terá atuação independente, com maior mobilidade em suas ações. A função do centro é desenvolver, introduzir e aperfeiçoar inovações tecnológicas que tenham caráter estratégico para o desenvolvimento econômico e social da Região Nordeste.

Já o Instituto Nacional de Pesquisa do Pantanal buscará articular ações, promover novas iniciativas e propiciar o desenvolvimento de modelos e de bancos para integrar a transferência do conhecimento gerado no bioma do Centro-Oeste.

Texto: Raphael Rocha – Ascom do MCTI

Fonte:http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/352719/Mais_quatro_unidades_de_pesquisa_sao_incorporadas_ao_MCTI.html
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *