Ufes e MCTI estudam implantação do Instituto Nacional da Mata Atlântica

mello_leitao
Foi realizada uma reunião entre representantes da Ufes e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para discutir a implantação no Espírito Santo, do Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA).

A reunião contou com a presença do coordenador do Programa de Pós Graduação em Biologia Animal da Ufes, Sérgio Lucena Mendes, representando o reitor Reinaldo Centoducatte; do secretário executivo do MCTI, Luiz Antônio Elias; do subsecretário de Unidades de Pesquisa do MCTI, Arquimedes Ciloni; do diretor do Museu de Biologia Mello Leitão, Hélio Queiroz Fernandes; e do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), Ângelo Oswaldo de Araújo Santos; além de assessores da senadora Ana Rita Esgário e do MCTI.

A Ufes tem colaborado com a criação do INMA desde o início do projeto, e se coloca à disposição para o estabelecimento de parcerias nas áreas de educação, pesquisa e difusão científica, que venham a fortalecer ambas as instituições”, afirma o professor Sérgio Mendes.

Museu

A criação do INMA, demanda antiga da comunidade científica, envolve a passagem do Museu de Biologia Professor Mello Leitão (foto) para o MCTI e sua transformação em Instituto Nacional. Este processo depende de aprovação e sanção de um Projeto de Lei que tramita no Congresso Nacional.

“O projeto já passou pela Câmara dos Deputados, com forte apoio da bancada capixaba, e agora está na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado, onde a relatora, senadora Ana Rita Esgario, já emitiu parecer favorável. Aprovado nesta Comissão, o projeto segue para a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), onde o senador Ricardo Ferraço deverá solicitar a relatoria. Logo que aprovado, o PL segue para sanção da presidente Dilma Rouseff”, explica o professor.

Segundo o secretário executivo do MCTI, Luiz Antônio Elias, a primeira providência do Ministério será a criação de um grupo de planejamento para a elaboração de um plano de trabalho para o Instituto Nacional da Mata Atlântica. Ele destacou que, a partir do plano de trabalho, o MCTI garantirá recursos para o Instituto.

Fonte: http://portal.ufes.br/ – Publicado em 26 de Novembro de 2013

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *